Resenha: Noites de tormenta – Nicholas Sparks

Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
176 páginas

Sinopse: 'Noites de Tormenta' acompanha as vidas de Adrianne Willis e Paul Flanner. Ela, uma mulher de 60 anos que dedicou sua vida aos filhos, netos e ao trabalho, e que ainda acredita em amor como condição essencial para uma vida plena. Ele, um médico conceituado com problemas de relacionamento com o filho. Eles procuram consolo um no outro e, em um final de semana mágico, iniciam um romance que trará mudanças para ambos, repercutindo pelo resto de suas vidas.

“As lembranças que tenho de você ás vezes são a única coisa que me mantém em pé”. 
Nicholas Sparks – Noites de tormenta, página 155.


Noites de tormenta é uma história na qual Nicholas Sparks discorre sobre o redescobrimento do amor em certos momentos da vida. E por sinal é até então o livro mais maduro do autor.
O enredo se dá por conta de Amanda, filha de Adrienne: que não vê outra saída se não contar para ela um de seus maiores segredos com a intenção de que a depressão não tome conta da recém-viúva. E desse modo somos agraciados com mais uma linda história de amor, digna de ninguém menos que Nicholas Sparks.
Narrado em terceira pessoa o enredo flui rapidamente, o tempo é intercalado entre o presente e o passado. Adrienne revive suas recordações de uma maneira que o leitor sente o quão doce e inesquecível foi aqueles dias em que passou na cidade de Rodanthe com Paul, além de visualizar no presente o amor em que ela projeta pela família e o quebrar do preconceito da sociedade em cima de uma mulher que acaba de se divorciar.
O fator morte é inevitável e acredito que Nicholas o inclua em suas histórias porque ela faz parte da vida e não podemos fugir dela. Nesse livro o que mais emociona é o fato de que a protagonista é tão madura que você acaba descobrindo que ao passar do tempo o que acreditamos ser tão difícil  se torna suportável.
Em comparação com o filme acho que os dois ficam neutros. Não consigo definir qual é melhor, pois as mudanças foram até que relevantes num sentido geral. É um livro recomendadíssimo, mas não o melhor do autor. Uma ótima dica para aquelas tardes tristes.

Nota 8 ! 

15 comentários:

  1. Maa,
    Eu amo esse livro, é o meu segundo favorito do Nick, só perde pra O Milagre, acho o romance entre os dois muito lindo, da vontade de fazer tudo igual <3

    Abraço
    Matheus
    http://www.livrosebiscoito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li esse livro do Nicholas, mas assim que der eu quero. Gostei bastante da resenha ;)
    Beijos :**

    ResponderExcluir
  3. Adoro os livros do Nicholas e acho que com esse não seria diferente. Ótima resenha Má, beijos.

    ResponderExcluir
  4. eu adoro os livros do Nicholas Sparks, sempre falam de historias emocianantes. o ultimo que li dele chorei pakas. rss. Otima resenha.
    monikinhaflor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros assim. Morte, amor, coisas que a vida nos mete. Mas esse bom gosto de Sparks me faz crer que a vida é tão viva, que só vivemos por enquanto. Ótimo ponto de vista.

    Rafael Fernandes (@rafa__rafa)
    www.LeiturasVivas.com

    ResponderExcluir
  6. Adorei a sua resenha, e não vejo a hora de ler esse livro! Sério, amo os livros do Nicholas, sempre choro com as obras dele UHUUHSUA'
    Muito bom o blog, parabéns
    @PollyanaCampos
    entrelivrosepersonagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Esse é o próximo livro dele que pretendo ler, parece ser lindíssimo.
    Eu gosto da forma que o Nicholas constrói os conflitos dos livros.

    Beijos
    Leitora Incomum

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    passei para conhecer o seu blog,
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá! Adorei a resenha. Fiquei interessada nele, e acho que será o próximo livro que vou ler.
    Beijos!
    http://monisegabriely.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Não acho que o livro seja mais adulto apenas pelo fato da idade dos personagens principais... Mas quero ler o livro, adoro o Sparks!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Ahh sou mil vezes mais o livro!
    Tenho raiva do filme porque ele termina e eu fico com a sensação de que a Adrienne terminou a história triste, da mesma maneira que ela começou. Tudo que ela tinha conseguido superar acabou se perdendo por causa de tudo que acontece, e odiei isso. Prefiro o livro porque, como você falou, mostra que por mais horrível que algo aconteça, você é capaz de superar e seguir em frente... O filme não me deixa com essa sensação hehe!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Nao tenho muita vontade de ler esse livro, Má... mas nao me atrai muito nao rs. O filme sim, quero assistir. Mas é que nao sao todos os romances do Nicholas que eu gosto :s

    Nao repare a falta de acento til, o teclado dessa lan house é desconfigurado rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  13. mesmo amando o Sparks, eu não tenho o MÍNIMO interesse em ler esse livro, não sei porque! E já vi várias criticas boas... mesmo assim sua resenha está ótima, beijo Ma!

    ResponderExcluir
  14. Esse livro, além de lindo, é bem leve e agradável de ler! *-* Eu o amei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu vi o filme, sem saber que era do Sparks. Fui no cinema com o meu namorado achando que iria ver uma história água com açúcar e me deparei com um drama lindo demais. E depois sabendo de que autor o filme foi baseado, não era surpresa nenhuma.

    Acabei ganhando o livro de natal, mas ainda não comecei a ler. Gostei muito da resenha! Sparks é aquele cara que consegue arrancar de mim uma catarse, choro, riso, tudo o que quiser sabe? rsrsrs Gosto muito de ler as obras dele.

    Bjinhus

    ResponderExcluir