Resenha: A linguagem das flores – Vanessa Diffenbaugh


Autora: Vanessa Diffenbaugh
Editora: Arqueiro
295 páginas.  

Sinopse: Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção.

Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder.

Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular.

Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram.


“– O amor muda.”
Vanessa Diffenbaugh – A linguagem das flores, página 185.

A linguagem das flores é tão delicado quanto uma pétala de uma rosa. E forte como um espinho. No romance de estreia de Vanessa Diffenbaugh ela constrói um enredo que utiliza da complexibilidade humana até a necessidade absoluta de um novo recomeço.
 Victoria é órfã e não consegue se fixar a inúmeras tentativas de adoções devido ao fato de ter um comportamento difícil. Sozinha ela percebe que nunca terá uma família, então aparece Elizabeth para ensinar o verdadeiro significado da palavra: amor.
Narrado em primeira pessoa pela personagem Victoria, a história se desenvolve ora no passado, ora no presente. - Isso no começo pode gerar algumas dúvidas, mas depois o leitor se acostuma e começar a criar um laço afetivo com o sofrimento e mágoas da personagem principal, que deixa sua insegurança e o medo de se relacionar com as outras pessoas completamente á tona.
A autora escreve de uma maneira profunda e descomplicada, tornando o livro forte e irresistível. Como o nome mesmo diz a linguagem das flores está presente em todo o enredo e é muito interessante, pois reflete os sentimentos dos personagens.
O que mais se destaca no livro são os conflitos familiares e o medo de se arriscar para ser feliz. Além é claro do romance delicioso entre Victoria e Grant – que desempenha o papel de mediador entre o perdão e a aceitação da protagonista. Tudo isso sem ser exaustivo. E ainda certo ar de mistério que o leitor percebe ao evoluir da trama.

O desfecho é muito bem feito e deixa a mensagem maravilhosa de como complicamos aquilo que pode ser tão simples.
Sem dúvidas nenhuma é uma obra de pura reflexão.

                Nota 8 ! 


 
Muito obrigado editora Arqueiro, por ter me enviado mais um livro incrível “)

18 comentários:

  1. Má, que resenha!
    Você escreve muito bem, sério! Parabéns ^^
    Adorei a metáfora da rosa, acho que não poderia haver uma comparação melhor! O livro realmente parece forte e, ao mesmo tempo, suave!
    Amei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, fantástica a resenha. Preciso ler esse livro, parece ser bem legal. Me interessei por ele desde que soube sobre o lançamento.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Gente, é incrível como eu me apaixono pela capa dos livros tão facilmente! Essa é perfeitaa *.*
    Fico impressionada até agora, Ma e como a sua resenha pode ser tão perfeita?
    Me faz querer ir até a livraria comprar e ler!
    Sinceramente, ótima resenha!
    Adorei d+!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Bem o livro parece ser bom e emocionante e olha que pela sua resenha o livro deve ser bom de verdade.

    Não sei se eu leria.Gostei da sua resenha.

    =D

    ResponderExcluir
  5. Nossa, bela reflexão viu! Adorei sua resenha Mah, saber sobre um livro que vê uma perspectiva do amor tão linda dessa maneira me fez emocionar, pode acreditar que fiquei desejando ler a história.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo *-*
    Adorei a resenha!
    Esse livro deve ser muito lindo...

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  7. Eu acho essa capa incrível!
    Ela me passa uma tranquilidade, estou desejando muito este livro.
    Espero ter a oportunidade de lê-lo, logo!
    Beijos, Mila ♥

    @Camilla_Leitte
    http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,vim conhecer seu cantinho e já estou super seguindo!
    Parabêns pelo Blog e sucesso pra ti!

    Se quiser me fazer uma visitinha,será muito bem vinda e se quiser seguir também,sinta-se em casa!
    Beijinhos no core!

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Estou louco por esse livro *-*
    Tanta resenha falando bem, e com essa capa linda, n tem como n querê-lo.
    Espero gostar do livro tanto quanto vc.
    Abraço,
    tudo por um livro.

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da sua resenha e isso me faz querer saber e conhecer mais do livro ALDF. Gosto muito sobre conflitos familiares e os significados das flores já me aguçaram a minha curiosidade. A capa é linda e espero pode um dia lê-lo. Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei com vontade de ler... curti bastante a proposta e o jeito como ela encontrou nas flores uma linguagem para viver...

    Bela resenha!!!

    ResponderExcluir
  12. Não me complexo quando leio um livro que ora é narrado no passado ora no presente. Na verdade, o último, ou único, que li assim foi alguns contos de uma antologia de Marçal Aquino e gostei. Complicado e envolve muito raciocínio por parte do leitor.
    Agora, conflitos familiares foi o que eu pensava encontrar nesta antologia. Contudo, foi totalmente diferente. A linguagem das flores, pelo que você disse, seria então o livro que se encaixa na minha expectativa. Me interessei para ler, embora a dúvida sobre a anuência de opinião - que vou procurar sanar ao lê-lo.

    ResponderExcluir
  13. Estou doida para ler, mas não sei quando será isso. Tem tanta coisa na fila... rsrs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é um enigma pra mim. Lá no fundo algo diz que tenho que comprar, mais sempre fico meio pé atrás. Depois dessa resenha me animei mais, o enredo parece não ser cansativo e pesado como eu achei que fosse. Aliás nunca vi uma resenha falando mal, sempre dizem que é muito lindo. Então acho que ele vai pra lista de compras.

    Elder Koldney

    ResponderExcluir
  15. Nossa, esse livro deve ser tão comovente e realmente delicado e ao mesmo tempo forte.
    Gostei da sua resenha, Maa. E adoro livros que mexem com a gente, para darmos valor a muita coisa (pelo menos é o que a sua resenha me pareceu dizer sobre ele, hehe).
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Aaain eu quero taaaanto esse livro! parece ser sem duvidas perfeito, tenho certeza que eu iria amar!
    Beijoos!

    http://blogcabelosaovento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. me pareceu um livro bem legal de ser quando não tem nem uma serie importante primeiro para se ler udhduhd

    @jhoow_F

    ps:gostei da resenha muito bem escrita

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito da resenha Marcelo!

    A história é linda. Apesar da Victoria ser rebelde parece que ela foi muito amada pela Elizabeth (mas ela estragou tudo, né!?) Quero saber como ela estragou a relação delas e que parte do passado dela é esse que veio atormenta-la e por que?

    Fiquei com vontade de ler... penso que vou começar por aqui, se alguém quiser acompanhar:

    http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Linguagem-das-Flores

    ...a ver se vale a pena a compra!

    ResponderExcluir