Resenha: Lua nova – Stephanie Mayer



 
Autora; Stephanie Mayer.
Editora: Intrínseca
480 Páginas


Sinopse: "Parecia que eu estava presa num daqueles pesadelos apavorantes, onde é preciso correr até os pulmões explodirem, mas não se consegue obrigar o corpo a andar com rapidez suficiente. Mas isto não era um sonho e, ao contrário do pesadelo, eu não corria para salvar minha vida, corria para salvar uma coisa infinitamente mais preciosa. Hoje minha própria vida pouco significava para mim."

Para Bella Swan, há um coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que Bella teria imaginado. Edward já resgatara Bella das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o amor dos dois ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...
Tentando se recuperar de uma reviravolta da vida, Bella se depara com ameaças que envolvem novas criaturas sobrenaturais, e é levada a enfrentar dilemas e desafios em cenários e situações surpreendentes.
Com arroubos de emoção, Lua Nova cria uma compulsão no leitor e renova a trama repleta de impasses de altíssimo risco. Legiões de leitores que ficaram em transe com o best-seller Crepúsculo estão ávidos pela seqüência da história de amor de Bella e Edward. Apaixonada e cheia de reviravoltas surpreendentes, a saga ganha um ritmo ainda mais intenso nesta segunda parte da série.


Depois de um grande sucesso vem outro grande sucesso? Não podemos negar o quanto Lua Nova, a sequência de Crepúsculo foi e é um grande sucesso, mas se analisarmos a sua história é um pouco frustrante.
Na tentativa de um triangulo amoroso pra lá de sobrenatural a autora consegue que o vampiro apaixonado se separe se sua amada Bella, possibilitando que a garota encontre consolo nos braços do misterioso e sem graça Jacob.

Diferente do filme (- Que é o melhor de todos até agora, por mais que Eclipse seja o meu livro preferido da série) Bella passa o livro inteiro lamentando o desfecho de seu relacionamento com Edward.  É um dos mais intensos, românticos e enrolados. A autora de tanto explorar a dor de Bella consegue fazer com que os próprios leitores sintam essa dor. - Cheguei até ficar doente (de verdade) como a personagem principal.

Não gostei de muitas coisas no livro. – Principalmente a participação demasiada de Jacob e a maluquice de Edward de achar que Bella ficaria bem sem ele. – Definitivamente eu ansiava que ele voltasse, pois estava quase desistindo de ler! Meu desgosto pelo “sonso com segundas intensões” do Jacob cresceu. Edward está um tanto que chato e Bella nem se fala.  Além de algumas repetições do primeiro livro – que se eu não estiver ficando maluco acontece quase a mesma coisa, porém com os lobisomens.

Só que como tudo não é completamente ruim, nos últimos capítulos acontece diversas reviravoltas e a magia volta. Embora muita coisa tenha faltado e detonado o enredo, o livro é muito importante para que se amarrem acontecimentos que aparecerão nos próximos volumes da série. Recomendaria para quem esteja completamente, irracionalmente apaixonado. – O livro é legal!
Nota 7 ! – Pelas lutas e o desfecho muito bom!

11 comentários:

  1. É, esse foi um livro mais difícil de ler mesmo. É muita coisa acontecendo dentro da mente da Bella, e acho que foi por isso que o filme foi bom: deu pra adaptar bem, porque deu pra tirar parte da "enrolação" do livro.
    Mas tem cenas lindas, o final é ótimo e é quando ela descobre do Jacob, o que também vale a pena!
    Dei risada do seu jeito de chamar o Jacob rsrs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Divina resenha - o posso dizer depois disso! Nhac falou tudo!
    O Lua Nova, só fala mesmo das choradeiras da Bella, mas que as partes são importantes isso sim! Afinal, é em Lua Nova aonde o Jacob mais fica ao lado de Bella, e senti pena, quando em Eclipse isso não acontece e Bella parece brincar de ficar um ou com o outro, que nem macaco!!!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro Twilight, mas pra mim esse livro foi muito dificil de ler :~
    A frustração que paira na história passa totalmente pro leitor!

    Gostei da sua resenha!

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  4. bom temos que assumir que Lua nova foi uma cagada monstra da stephenie meyer. eu amo a saga de coraçao, mas quase atirei lua nova na parede com jacob pra ca jacob pra la e a (nojenta) da bella com sua depressao. O que presta realmente é o fim rs

    beijo camila
    http://blogcabelosaovento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Marcelo, você é muito perfeito com suas resenhas guri! Fica legal lê-las, mesmo quando você diz que certo trechos do livro não foram tão bacanas.
    Já estou terminando o nosso livro. Hoje acabo e faço a revisão e já te envio. Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha.
    Falou tudo, realmente.
    Lua Nova é meio chato mesmo...

    ResponderExcluir
  7. Finalmente eu li alguém com o mesmo pensamento que eu a respeito desse livro! Eu sou uma grande fã de Crepúsculo, apesar de concordar com as inúmeras críticas blá blá blá eu gostei muito da leitura! Foi meio viciante... rs

    Mas Lua Nova eu li num tempo recorde. Não por ser aquele livro que prende a atenção, pelo contrário por ter sido chato... eu confesso ter lido quase pulado... queria mais do Edward e menos do cachorro chato. Mas o final foi um dos melhores... amei demais o final e como eu gosto de um angst me proporcionou uma boa opção de escrever fics na abordagem do Edward.

    dentre os filmes, Lua Nova foi até muito melhor que Crepúsculo, apesar de ter gostado demais em excesso, muita coisa mesmo do filme Eclipse.

    Bjinhus que quase resenhei de novo /va

    ResponderExcluir
  8. Na minha opinião esse é o livro mais chato da série!não tem nem comentários

    ResponderExcluir
  9. Eu acho q sou uma das poucas pessoas q não gostou de Lua Nova..tanto o livro quanto o filme..

    ResponderExcluir
  10. Boa revisão. A única coisa que eu não gosto é a seleção de Kristen Stewart e Robert Pattinson. A única coisa que realmente mergulha no papel é Michael Sheen., não importa o projeto, demonstrou seu extraordinário talento. Atualmente, podemos desfrutar de seu trabalho sobre quarta temporada de Masters of Sex , uma série histórica definida na década de 50 demonstramos de forma sexualidade científica. É uma pena que a saga Crepúsculo chegou ao fim, felizmente, ainda podemos ver o elenco em outros projetos que tem certeza de deliciar-nos.

    ResponderExcluir